Como se comportar em uma Audiência Trabalhista?

NOVIDADE: Agora você pode calcular sua rescisão trabalhista online: Clique aqui e acesse nossa Calculadora Trabalhista.

Esclarecimentos e Dicas sobre a Audiência Trabalhista.

Muitas pessoas que estão indo pela primeira vez à Justiça do Trabalho têm dúvidas de como se comportar, como se vestir e o que falar durante a audiência referente ao seu processo.

Com base nisso, seguem alguns esclarecimentos e dicas sobre uma audiência trabalhista.

Vista-se adequadamente, independente da sua profissão. Não é porque você é pintor que deverá chegar na sala de audiência com a roupa toda suja de tinta. Roupa limpa, bem passada, cabelo no lugar. Isso basta. Por outro lado, não tente impressionar o juiz com uma mega produção. Pense que está indo a uma entrevista de emprego, assim, não haverá problemas.

Dra. Manuela Praxedes

Manuela Praxedes é advogada, inscrita na OAB/CE sob o nº 22.500, atuante na Justiça do Trabalho desde 2009.

Chegue com, pelo menos, 30 minutos de antecedência. O caos no trânsito está por toda parte do território nacional. Portanto, ao ser designada sua audiência, organize-se para chegar antes do horário determinado pela secretaria. Fazendo dessa forma, você poderá conversar com seu advogado antes da audiência, o que gera uma maior segurança tanto para você como para seu causídico, além de não correr o risco do arquivamento do seu processo, caso chegue atrasado.

Leve duas testemunhas que conheçam o fato. Sim, duas testemunhas são o bastante. Três testemunhas cansam o juiz, principalmente quando vão comprovar o mesmo fato. Além disso, essas pessoas não podem ser membros de sua família, suas amigas íntimas, ou que tenham interesse na ação, sob pena de contraditada, ou seja, de ser impugnada a sua oitiva. Importante esclarecer que, no momento da inquirição da testemunha pelo juiz, você não poderá falar com ela em nenhuma hipótese. E lembre-se: as testemunhas só entrarão na sala de audiência quando chamadas pelo juiz. Por isso, ao ser iniciada a audiência, as testemunhas deverão permanecer fora da sala.

Audiência UNA. Realizado o pregão, que é quando o chefe de audiência chama as partes para adentrarem à sala, inicia-se a audiência. Caso o reclamante, falte, sem justificativa, o processo será arquivado. Caso a parte reclamada não compareça, sem justo motivo, será considerada revel. Vejamos o que acontece quando as duas partes estão presentes, que é o habitual:

Primeiramente, o juiz pergunta se há possibilidade de acordo entre as partes. Em caso positivo, o chefe de audiência redige os termos do acordo, que é assinado pelas partes e homologado pelo juiz.

Caso não tenha acordo, a parte reclamada apresenta a sua defesa e o advogado da parte reclamante manifesta-se sobre a documentação anexada a esta.

Como se comportar em uma audiência trabalhista?

Como se comportar em uma audiência trabalhista?

Depois disso, passa-se à instrução do processo: depoimentos pessoais e ouvida de testemunhas.

Normalmente, o juiz colhe o depoimento pessoal das partes, o Reclamante e o representante legal da parte Reclamada. No momento do depoimento pessoal do reclamante, o representante da reclamada retira-se da sala de audiência. O juiz fará perguntas pertinentes ao que está sendo pedido na Reclamação Trabalhista. Esteja seguro. Só fale se tiver certeza e puder passar segurança ao juiz. Inventar fatos e argumentos poderão lhe prejudicar. Você não precisa utilizar uma linguagem diferenciada ou rebuscada, quando mais simples e sincero o seu depoimento, melhor. O juiz está em busca da verdade e o seu depoimento é de suma importância para tanto. Saiba o que está pedindo para que seu depoimento esteja em consonância com a Reclamação Trabalhista. Durante seu depoimento, dirija-se tão somente ao juiz. Nesse momento, você não poderá falar sequer com seu advogado. Após o seu depoimento, será ouvido o representante legal da parte reclamada e, em seguida, as testemunhas. Primeiro as testemunhas da parte reclamante, depois as testemunhas da parte reclamada. Nesse momento, nenhuma das partes poderá dirigir-se a elas, somente o juiz e os advogados, quando o juiz determinar. Poderão haver outras provas a serem produzidas, tais como vídeos, o que também será realizado durante a audiência de instrução.

Última proposta de conciliação: Após a ouvida das partes e das testemunhas, o juiz fará a última proposta de conciliação, ou seja, uma última tentativa de acordo entre as partes antes da prolação da sentença. Não obtendo sucesso, o processo ficará concluso para julgamento e o juiz decidirá a demanda.

Bom, isso é o que, normalmente, ocorre nas audiências na Justiça do Trabalho. O mais importante é estar seguro de seus direitos e ter calma na hora de demonstrar isso para o juiz.

Boa sorte!

Manuela Praxedes

Advogada Trabalhista

OAB/CE 22.500

Ainda está com dúvida e tem uma pergunta para fazer? Consulte um Advogado online GRÁTIS:

Advogado Online tira suas dúvidas

Compartilhe esse artigo

Se você gostou desse artigo, ajude a deixar tudo mundo sabendo. Compartilhe-o nas suas redes favoritas, clicando abaixo:

Comentários

Páginas:


Andrea Bardiviesso
em 21/11/2013

oi bom dia …. Eu gostaria de saber se o empregado quiser pedir para o empregador mudar na carteira de trabalho os registros no dia que entrou certinho e não deixar só com o registro de alguns meses depois . Eu entrei no trabalho no mês 03/13 e ela registrou em 08/2013 . Se eu exigir mudar na carteira eu posso . Ela tem quer mudar . Ou não da mais para mexer .

Simone Vicente - Florianópolis/SC
em 14/09/2013

A minha empresa está sendo processada e a do meu pai, já somos uma empresa familiar, e vamos para a terceira e ultima audiência, mas to com duvida pois o juiz não entendeu que o empregado que trabalhou consoco jamais trabalhou 17 anos como diz e que eu tenho a rescisão dele em 2008 e anova admissão pela outra firma em 2010. Porem as testemunha ainda não foram ouvidas por falta de tempo e ficara para abril do ano que vem, nessa fase poço implantar provas como eu paguei o FGTS no periordo em que ele realmente trabalhou consoco e testemunhas (funcionários anteriores ao ano que ele foi fichado em 2005) que afirmar que ele jamais trabalhu em período anterior ao que ele diz? Acho que o juiz não leu as provas que foi apresentada como a homologação em sindicato da rescisão do primeiro contrato e está indo na pilha da advogado que está nos processando pois ele fez um calculo de FGTS baseado em 17 anos. Como fazemos pra que ele leia os autos e veja a rescisão do primeiro contrato?
Obrigada!

elizabete,são paulo
em 11/09/2013

oi, passei tres anos trabalhando em PREFEITURA, contrato, assistente socialengravidei, e quando tive meu bebê, a prefeitura disse que nao tinha direito a licença maternidade e soube através de terceiros que eu estava demitida e ja tinham colocado outro pessoa no meu lugar, quais os meus direitos?

LeandroSapiranga rs
em 10/09/2013

Trabalhei 4meses de agente de monitoramento no turno da noite,e bati o carro da empresa,a empresa quiz m cobrar,e eu estava sem registro na carteira,cortei a cabeca no acidente,levei 3 pontos,e o supervisor assumiu o carro,e alegou para pm que ele estava dirigindo e que so teve danos materiais,e eu estava no hospital,dai me demitiram,e nao me pagaram nem o meu pagamento,dai fiz novo registro na delegacia sobre o acidente,oque ganho mais ou menos se colocar na justica,e o trabalho era em locais perigosos…
sendo que era pra ser 12 por 36 o trabalho,e quando bati o caro eu ja estava na 3 noite seguida,e era obrigado a fazer serao se eu quizesse continuar trabalhando…
Aguardo resposta…
Obrigado…

Rodrigo, Matinhos-PR
em 29/08/2013

preciso saber, apos meu advogado protocolar o processo na justiça do trabalho, a partir de quanto tempo posso acompanhá-lo on line?

Sao Jose do Norte
em 27/08/2013

oi gostaria de tirar uma duvida estou gravida de 5meses e minha medica deu um atestado para me trocarem de setor mas minha patroa dis que eu nao posso nem varrer e me mandou pro auxilio doença so que eu nao passei porque nao tenho um ano pago para o inss ai voutei para trabalhar mas ela nao aceitou e disse que nao vai me pagar que e pra mim ficar parada mas sem receber o que devo faser

Jaquicele
em 17/08/2013

descobri que empresa em que trabalho estava subtraindo a drs do valor de minha comissâo, conversei na empresa e após muita briga resolveram pagar, fizeram o calculo da comissão que deveriam ter pago menos a comissão que pagaram e chegaram ao valor de r$ 3700,00 , esse valor sem refletir no valor de DSR, fundo de garantia e INSS.
Eu queria sair da empresa e pedi para fazer um acordo comigo e devolveria para eles 50% do Fundo de garantia.
Acontece que eles querem que eu deixe o valor do que receberia de DSR pelo valor da multa do FGTS.
E agora o que devo fazer, quero sair de lá

mirian
em 31/07/2013

eu gostaria de saber qual meus direito fui espulsa do trabalho como uma cachorra ela queria que eu saise nua sem meu uniforme nem aumenos sei o motivo nem me pagou meus dias trabalhei 7 dias como escrava perdi as unhas dos meus pés .quais meus dreitos?

dilma
em 06/07/2013

Olá, tenho dúvida, se meu funcionário não cumprir nenhum dia do aviso prévio, devo descontar estes dias e ele perderá o direito as férias visto que faltou ao serviço?

sergio eduardo
em 01/07/2013

boa noite trabelhei com uma pessoa por 04 anos como autonômo pois pegava o serviço e executava e sai posso entrar com uma ação para ter direito a indenização e não tenho testemunhas que trabalham lá posso levar outra pessoa do meu conhecimento
desde já muito obrigado

Rafael Praxedes
em 20/06/2013

Prezado Gustavo,

O depoimento das partes é crucial para formar o convencimento do juiz.

Gustavo - Salvador
em 17/06/2013

Qual a importância do depoimento das partes no processo trabalhista?

Rafael Praxedes
em 26/05/2013

Prezada Karina,

Aconselho a estagiar antes de se formar, pois é o momento certo para aprender como funciona a prática.

karina fortaleza
em 25/05/2013

faço direito e sou apaixonada por direito do trabalho porem ainda não fiz estagio na area, estou no 7° semestre e melhor fazer estágio agora antes de se formar ou após eu me formar e fazer OAB , fazer o estagio e tentar a OAB ao mesmo tempo?

Carla/São Paulo
em 19/04/2013

Nossa eu pesquisei na internet sobre esse Tema eu Adorei o que foi postado!!!

Parabéns!!

Rafael Praxedes
em 17/04/2013

Prezado de Barueri,

O comparecimento a audiência trabalhista, é motivo para abonar o dia de trabalho, sim.

barueri
em 14/04/2013

Em uma audiência trabalhista, a testemunha, tem o seu dia de trabalho abonado?

Rafael Praxedes
em 30/03/2013

Prezada Suzane,

Depende de quanto a pessoa ganha.

suzane
em 30/03/2013

Eu gostaria de saber.Qual e o vallor descontado.no salariio quando um funcionario falta ao trabalho?

Escreva aqui