Quem tem direito ao Seguro Desemprego?


Novidade! Agora você tirar sua dúvida diretamente com um Advogado Online, clicando aqui ou fazer cálculos trabalhistas grátis, clicando aqui.

Temos percebido que há ainda muita dúvida quando se trata do tema Seguro Desemprego. Tentaremos aqui trazer o máximo de informações possíveis para sanar todos os questionamentos acerca do tema.

-> Quer calcular seu seguro-desemprego? Clique aqui.

Quem tem direito ao Seguro Desemprego?

É necessário deixar claro que o primeiro requisito básico para o recebimento do benefício do seguro desemprego é que o empregado tenha sido despedido SEM JUSTA CAUSA (ou tenha conseguido uma rescisão indireta na justiça).

No entanto, nem todos os empregados despedidos sem justa causa possuem direito ao Seguro Desemprego.

É necessário comprovar que recebeu salário durante 6 meses consecutivos antes da demissão e que, nos últimos 36 meses, passou pelo menos 6 meses sendo empregado.

Na prática, o benefício vem sendo concedido para quem trabalha 6 meses ou mais e é demitido sem justa causa, independente dos outros requisitos.

Seguro desemprego pode ser pago em 3, 4 ou 5 parcelas.

Seguro desemprego pode ser pago em 3, 4 ou 5 parcelas.

O Seguro Desemprego será pago em 3, 4 ou 5 parcelas, de acordo com o tempo em que o empregado trabalhou na empresa, veja:

  • De 6 a 11 meses de trabalho: três parcelas de seguro desemprego
  • De 12 a 23 meses de trabalho: quatro parcelas de seguro desemprego
  • De 24 meses de trabalho em diante: cinco parcelas de seguro desemprego

Importante lembrar que o aviso prévio indenizado conta como tempo de serviço para todos os efeitos.

Portanto, se o empregado trabalhou 5 meses e foi demitido sem justa causa com aviso prévio indenizado, este vai ter direito, sim, ao recebimento do seguro-desemprego.

Quem não tem direito ao Seguro Desemprego:

Quem pede demissão não tem direito ao Seguro Desemprego.
Quem é demitido por justa causa não tem direito ao Seguro Desemprego.

Também não tem direito ao seguro desemprego o empregado que tiver aderido ao plano de demissão voluntária (PDV), que tiver renda própria que possibilite à sua subsistência e de sua família, que estiver recebendo o auxílio-desemprego ou que estiver recebendo qualquer benefício previdenciário, com exceção do auxílio-acidente, auxílio suplementar e abono de permanência sem serviço.

Busque seus direitos!

Compartilhe:
Ainda tem alguma dúvida? Pergunte gratuitamente a um Advogado Online:

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *